Segunda, 17 de fevereiro de 2020
34 9 9697-4985
Política

15/01/2020 às 19h41 - atualizada em 15/01/2020 às 19h47

74

Redacao

Iturama / MG

Zema pede tolerância a servidores sobre o pagamento do 13º
.
Zema pede tolerância a servidores sobre o pagamento do 13º

Cerca de 40% do funcionalismo não recebeu nada do valor referente ao abono do ano passado


Ainda sem data definida para a quitação do 13º salário de 2019, o governador Romeu Zema (Novo) foi às redes sociais pedir tolerância ao funcionalismo público estadual. Cerca de 40% dos servidores de Minas Gerais não recebeu o abono natalino ainda. 


Zema anunciou em dezembro passado que 60% do funcionalismo receberia o 13º salário de forma integral. O restante precisaria aguardar a concretização da operação de venda dos créditos do nióbio. Segundo o governo do Estado, o critério de pagamento foi social. Assim, quem tinha até R$ 2.000 para receber de 13º salário o recebeu de forma integral. Os demais não receberam nada. A expectativa do governo é de uma arrecadação de R$ 5 bilhões com a operação do nióbio. 


“Nós estamos trabalhando muito para agilizarmos essa operação que vai propiciar o pagamento do mesmo. Não temos ainda, infelizmente, uma data definida. Estamos correndo dia e noite para que saia o quanto antes. Meu grande desejo é que o funcionalismo público que ainda não recebeu venha receber o 13º o quanto antes”, disse o governador. 


“Para aqueles outros 40%, eu peço essa tolerância. Quero lembrar que não temos os recursos, este é o motivo pelo qual não foi pago. Não temos o que esconder, somos um governo totalmente transparente”, completou Zema. 


O anúncio de Zema agradou parte do funcionalismo, que ainda aguarda pela data, confiante que o pagamento será efetuado o quanto antes. Mas outra parcela dos servidores demonstrou sua insatisfação sobretudo com a falta de isonomia no recebimento. “Servidores da educação sempre penalizados. Por quê?”, questionou um deles. “Os 40% do funcionalismo público que não recebeu o 13° também tem contas para pagar e precisam do dinheiro.  Não achei justo. Melhor se tivesse beneficiado a todos com uma parte”, criticou outra.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium